• Apoiadores de Bolsonaro ocupam Avenida Paulista em manifestação

Apoiadores de Bolsonaro ocupam Avenida Paulista em manifestação

25 Fev, 2024 21:29:23 - Política

São Paulo (SP)

Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ocuparam, neste domingo (25/2/2024), parte da Avenida Paulista, em São Paulo (SP), numa manifestação convocada pelo ex-titular do Palácio do Planalto para demonstrar apoio em meio às investigações da Polícia Federal (PF) por suposta tentativa de golpe de Estado. O ato começou, oficialmente, às 14h, mas desde o início da manhã a avenida, um dos cartões postais da capital paulista, já registrava movimentação intensa, com a presença de apoiadores do ex-presidente vestindo camisas verde e amarelo, além de bandeiras do Brasil, de Israel e de Bolsonaro estendidas nas calçadas. O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp) ficou fechado neste domingo por conta da manifestação.

Bolsonaro chegou à Avenida Paulista às 14h40min e subiu ao trio elétrico por volta das 15h, ao lado da esposa Michelle Bolsonaro, e estendeu uma bandeira de Israel e depois cantou o hino nacional. Junto a ele no trio, estavam os senadores Magno Malta (PL-ES) e Marcos Pontes (PL-SP), o pastor Silas Malafaia, os governadores de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), de Minas Gerais, Romeu Zema (PL), de Goiás, Ronaldo Caiado (União) e de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL), além do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), e vários deputados federais, como Marcos Feliciano (PL-SP), Nikolas Ferreira (PL-MG) e Gustavo Gayer (PL-GO).

Ao empunhar o microfrone do trio elétrico momentos antes do encerramento do ato, Jair Bolsonaro (PL) disse que "passou quatro anos perseguido" e que "essa perseguição aumentou" desde que deixou a presidência da República, e negou que tenha tentado dar um golpe de Estado. Também pediu que se passasse uma "borracha no passado" e anistia para os presos do 8 de janeiro.

— 'Bolsonaro queria dar um golpe'. Isso sempre ouvi desde que assumi. O que é golpe? É tanque na rua, é arma, é conspiração, é trazer classes empresariais para seu lado, nada disso foi feito no Brasil. Nada disso eu fiz, e continuam me acusando por golpe. Golpe usando a Constituição? Deixo claro que estado de sítio começa com o presidente da república convocando os conselhos da república e da defesa, apesar de não ser golpe o estado de sítio não foi convocado ninguém dos conselhos da república e da defesa. O segundo passo do decreto do estado de sítio, ele manda uma proposta para o parlamento — falou.

Já Tarcísio usou sua fala para relembrar feitos do governo Bolsonaro como o auxílio-emergencial, o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), o Marco Legal do Saneamento Básico, e o Pix (que foi uma iniciativa do Banco Central). O governador chamou Bolsonaro de “amigo” e disse que o ato celebra o “Estado democrático de direito” e exaltou a “liberdade de expressão e de manifestação”.— Meu amigo Bolsonaro, você não é mais um CPF, não é mais uma pessoa, você representa um movimento, você representa todos eles que aprenderam, que descobriram que vale a pena brigar pela família, pela pátria, pela liberdade, você nos mostrou caminhos, e nesse dia a única coisa que podemos dizer é obrigado, Bolsonaro, nós sempre estaremos juntos. Fique com Deus, presidente — falou.

O convite para o ato numa das mais emblemáticas vias da capital paulista surgiu após a PF implicar Bolsonaro e a cúpula de seu governo em uma suposta tentativa de golpe. Entre as provas já divulgadas estão um texto, encontrado na sala de Bolsonaro na sede do PL em Brasília, com argumentos para a decretação de estado de sítio e de uma Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Além do vídeo de uma reunião ministerial datada de 5 de julho de 2022 na qual Bolsonaro instiga seus ministros a lançarem ataques contra o sistema eleitoral. As imagens foram citadas pela PF como indício de uma suposta "dinâmica golpista" dentro do governo, no âmbito de um inquérito que tramita no STF.

O GLOBO


REDAÇÃO JINEWS
Postado por REDAÇÃO JINEWS

Tudo o que acontece em Içara, Balneário Rincão e na região você encontra primeiro aqui!

coopercocal
Cooperaliança